Depois de lançar a Skims, a sua marca de roupa interior, Kim Kardashian revolucionou o segmento. As suas propostas sem costuras, confortáveis, em tons neutros e feitas a pensar nas necessidades específicas do corpo de cada mulher foram uma surpresa numa categoria em que sempre dominaram as propostas sexy, pouco cómodas, cheias de rendas e etiquetas que picam.

Ao longo das últimas temporadas, a sua influência tem sido evidente em marcas de fast fashion ou de luxo, que se esforçaram por modernizar as suas propostas, de forma a ir ao encontro de uma nova procura nesta indústria em mudança. Ver os mais recentes conjuntos da Primark é a prova disso mesmo. Esta estética minimalista veio mesmo para ficar.

Na conta de Instagram da cadeia irlandesa, onde conta com 8,9 milhões de seguidores, foi partilhada uma imagem que dava a conhecer três conjuntos, todos eles compostos por um soutien retangular, com alças fininhas, e cuecas a combinar. Isto em tecido canelado, sem costuras. Os likes acumularam-se rapidamente: em pouco mais de dois dias, já eram 43 mil 

As propostas estão à venda em preto, branco e nude nas lojas físicas da Primark e as duas peças ficam por 6€.

FONTENit
Artigo anteriorO bouclé da Chanel está mais na moda do que nunca — e a culpa é das redes sociais
Próximo artigoMarciano by Guess: Looks elegantes, sofisticados e muito trendy