Uma das tendências mais elegantes de 2020 surgiu por culpa da Chanel. Durante os desfiles das coleções de outono/inverno, a marca francesa propôs uns collants virais que se transformaram rapidamente no must-have absoluto das loucas por moda nesta estação.

As dinamarquesas Pernille Teisbaek e Emili Sindlev, a maquilhadora alemã Stella von Senger, a espanhola Blanca Miró e a francesa Camille Charriere foram apenas algumas das influencers que se renderam às meias de vidro disponíveis em branco e preto, com pequenos logótipos da Chanel bordados.

Ver esta publicação no Instagram

@chanelofficial studio hangout 🤍

Uma publicação partilhada por STELLAVONSENGERUNDETTERLIN (@stella_vonsenger) a

À venda por 360€ em lojas da marca de luxo por todo o mundo, esta proposta não é para todos os bolsos mas lançou a tendência: um pouco por toda a parte, os collants estão de volta e em força para combinar com coordenados, saias de tweed e vestidos curtos de bombazine.

Em alternativa à peça caríssima da Chanel, a NiT procurou algumas das melhores propostas low cost disponíveis agora no mercado, com diferentes níveis de opacidade e efeito modelador, que ajudam a reduzir um tamanho de cintura e pernas (ou, pelo menos, a garantir que nada sai do sítio). Calzedonia, Etam, H&M, Oysho, Asos e Amazon são algumas das marcas que encontrámos a vender collants redutores a preços acessíveis.